TNTV - Tribuna do Norte - Acervo de Vídeos

 

A dona de casa Dulcinéia Gruba de Maringá, no norte do Paraná, passou a desconsiderar a expressão 'brigam como cão e gato'. Isso porque a cachorrinha Lala 'adotou' o gato Dino após Dulcinéia levá-lo para casa. 

Os dois não se largam e Lala está produzindo leite e amamentando o filhote da outra espécie. "É uma relação de amor, me sinto abençoada de ter isto na minha casa", afirmou Dulcinéia Gruba, em entrevista à RPC.  O médico veterinário Cláudio Borella detalha que a situação é possível porque a cachorra já teve filhotes outras vezes.  

LIÇÃO DE ACEITAÇÃO - "O contato com o filhotinho, mesmo que de outra espécie, ativa uma glândula na base do cérebro chamada de hipófise que produz a prolactina, que age nos ovários, que por sua vez, produz outros hormônios que estimulam as glândulas mamárias a produzir o leite. Se o animal fosse agressivo isso não aconteceria. Aqui a gente vê uma lição para todos nós: aceitação!", enfatizou o veterinário.  

Lala e Dino continuam juntinhos, mostrando que nem sempre cão e gato brigam.

Compartilhamento

UAU Social

Publicidade